domingo, 3 de junho de 2012

Espiritismo no Lar.


Espiritismo no Lar.


“Deus permite que, nas famílias, ocorram essas encarnações de Espíritos antipáticos ou estranhos, com o duplo objetivo de servir de prova para uns e, para outros, de meio de progresso.”


Evangelho Segundo o Espiritismo, Capítulo 4º — Ítem 18.


Todos sabemos valorizar o benefício de um copo dágua fria ou de uma ampola de injetável tranqüilizante, ofertados num momento de grande aflição.
Reconhecemos a bênção do alfabeto que nos descortina as belezas do
conhecimento universal e bendizemos quem no-lo imprimiu nos recessos da
mente.
Mantemos no carinho do espírito aqueles que nos ajudaram nos primeiros
dias da reencarnação, oferecendo-nos amparo e amamentação.
Somos reconhecidos àqueles que nos nortearam em cada hora de dúvida e
não esquecemos o coração que nos agasalhou nos instantes dificeis do
caminho renovador...
Muitos há, no entanto, que desdenham e esquecem todos os benefícios
que recebem durante a vida...
Há um inestimável benefício que te enriquece a existência na Terra: o
conhecimento espírita.
Esse é guia dos teus passos, luz nas tuas sombras e pão na mesa das tuas
necessidades.
Poucas vezes, porém, pensaste nisso.
Recebeste com o Espiritismo a clara manhã da alegria, quando carregavas
noite nos painéis mentais e segues confiante, de passo firme, com ele a
Conduzir-te qual mãe desvelada e fiel.
Se o amas, não o detenhas apenas em ti.
Faze mais. Não somente em propaganda “por fora” mas principalmente
dentro do teu lar.
No lar se caldeiam os espíritos em luta diária nas tarefas de reajustamento e
sublimação.
Na família os choques da renovação espiritual criam lampejos de Ódios e
dissenção, que podes converter em clarões-convítes à paz.
Não percas a oportunidade de semear dentro de casa.
Apresenta a tua fé aos teus familiares mesmo que eles não queiram escutar.
Utiliza o tempo, a Psicologia da bondade e do otimismo e esparze as
luminescências da palavra espírita no reduto doméstico.
Se te recusarem ensejo, apresenta-o, agindo.
Se te repudiarem conduze-o, desculpando.
Se te ferirem espalha-o amando.
Pelo menos, uma vez por semana, reúne a tua família
e felicita-a com o Espiritismo, criando assim, e mantendo, o culto evangélico, para que a diretriz do Mestre seja eficiente rota de amor à sabedoria em tua casa...
Ali, na oportunidade, ouvidos desencarnados se imantarão aos ouvidos dos
teus e escutarão; olhos atentos verão pelos olhos da tua família e se nublarão de pranto; mentes se ligarão às outras mentes e entenderão.. Sim, Ouvidos, olhos e mentes dos desencarnados que habitam a tua residência se acercarão da mesa de comunhão com o Senhor, recebendo o pão nutriente para os espíritos Perturbados através do combustível espírita que não é somente manancial para os homens da Terra, mas igualmente para os que
atravessaram os portais do além-túmulo em doloroso estado de sofrimento e
ignorância.
Agradece ao Espiritismo a felicidade que possuís, acendendo-o como chama inapagável no teu lar, para clarear os teus familiares por todos os dias.
O pão mantém o corpo.
O agasalho guarda o corpo.
O medicamento recupera o corpo.
O dinheiro acompanha o corpo.
Seja o Espiritismo em ti o corpo do teu espírito emboscado no teu corpo, a
caminhar pelo tempo sem fim para a imortalidade gloriosa.
E se desejares felicidade na Terra, incorpora-O ao teu lar, criando um clima
de felicidade geral.

Joanna de Ângelis