segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Aulas para Evangelização

Mediunidade com Jesus




MEDICOS E HOSPITAIS COMEÇAM A ADOTAR A ESPIRITUALIDADE...


ADRIANA PRADO /GREICE RODRIGUES E CILENE PEREIRA

Doenças Escolhidas


Convictos de que o Espírito escolhe as provações que experimentará na Terra, quando se mostre na posição moral de resolver quanto ao próprio destino, é justo recordar que a criatura, durante a reencarnação, elege, automaticamente, para si mesma, grande parte das doenças que se lhe incorporam às preocupações.Não precisamos lembrar, nesse capítulo, as grandes calamidades particulares, quais sejam o homicídio, de que o autor arrasta as conseqüências na forma de extrema perturbação espiritual, ou o suicídio frustrado, que assinala o corpo daquele que o perpetra com dolorosos e aflitivos remanescentes.Deter-nos-emos, de modo ligeiro, no exame das decisões lamentáveis, que assumimos quando enleados no carro físico, se saber que lhe martelamos ou desagregamos as peças...leia mais

O CREDO DO ESPIRITISMO


O CREDO DO ESPIRITISMO
Segue reproduzido abaixo trecho do discurso proferido por Alan Kardec em novembro de 1868 sobre o tema "O Espiritismo é uma religião?".

Os textos são trechos ,para continuar a ler va até a pagina´..

ZERANDO KARMA - Está aborrecido, desapontado? Olha a hora!



Há momentos em que toda a gente se sente aborrecida, chateada, decepcionada, carregando uma espécie de “gosto de emoção mal digerida”... E essa indigestão emocional é um forte convite ao desejo de que tudo tivesse sido diferente... Palavras que foram ditas, ações, gestos, momento inoportuno, expectativas frustradas... Decepção! E o sentimento associado aquela memória? Continua “amargando no peito”... Persistente...o texto continua.









DEPOIMENTO DA ATRIZ ANA ROSA SOBRE A DOR DA PERDA DE UMA FILHA


da nossa amiga Alice

AS CRIANÇAS APRENDEM AQUILO QUE VIVEM

continua...




cntinua...




PRESENÇA DIVINA

A MEDALHA

Quando menino, ganhei uma medalha na escola, como prêmio ao aluno que sabia ler melhor. Senti-me feliz e estufei de orgulho.


A ABELHA FELIZ

Era uma vez uma abelha que morava numa casa muito arrumada, toda cheia de flores. Ela estava sempre feliz, trabalhando ativamente, sempre risonha e bem disposta.